Regressar

Jurados 2019




António Ventura Portugal
Filho e neto de viticultores, com formação em agronomia e pós graduação em enologia na Universidade de Charles Sturt, Austrália. Consultor em várias adegas nas regiões de Lisboa ,Tejo e Alentejo. Foi Enólogo do Ano 2013 pela Revista de vinhos. Actualmente é presidente da Associação Portuguesa de Enologia.
Domingos Soares Franco Portugal
Domingos Soares Franco, enólogo e vice-presidente, é o mais novo dos dois representantes da sexta geração da família que gere a José Maria da Fonseca. Estudou em Davis, na Califórnia licenciando-se em Ciências de Fermentações ( Viticultura e Enologia ) pela Faculdade de Agricultura e Ciências Ambientais da Universidade da Califórnia. Começou a trabalhar na José Maria da Fonseca nos anos 80. Desde então, tem introduzido inúmeras alterações nos vinhos produzidos por esta empresa, tornando-se um dos mais inovadores enólogos da nova geração em Portugal.
Francisco Antunes Portugal
Francisco Antunes, natural de Setúbal, formado pela Universidade de Évora em Engenharia Agrícola, e diplomado em Enologia pelo Instituto de Enologia de Bordéus. Com um longo historial no sector vitinícola, passou por casas como a Quinta de S. Francisco, a Adega Cooperativa de Pegões, Caves Borlido, Estação Vitivinícola da Beira Litoral e bem como a E. V. da Bairrada. É, desde 1993, Enólogo da Aliança Vinhos de Portugal (ex-Caves Aliança), onde tem a responsabilidade do Departamento de Enologia da mesma. Ao longo dos anos, tem desenvolvido vários trabalhos de investigação, é membro permanente da Câmara de Provadores do IVDA e CVBairrada, e provador em diversos concursos internacionais. Destaca-se também o trabalho conjunto com Pascal Chatonnet e Michael Rolland, dois dos mais prestigiados enólogos franceses. Ao longo do seu trajeto, inúmeros são os prémios e distinções que tem recebido pelos seus vinhos nos mais diversos concursos e publicações de prestigio do sector nacional e internacional (Wine Spectator, Decanter, Wine Enthusiast) , bem como a distinção de “Melhor Enólogo” pela Essência do Vinho (2006).
Jaime Quendera Portugal
Assistente de Enologia de João Portugal Ramos na Cooperativa de Pegões desde 1994 até 1999. Passando a enologo sénior em 2000. Responsável de Enologia de Casa Ermelinda Freitas na região “Peninsula de Setubal ” desde 1998. Responsável de Enologia nos vinhos “Ti Bento” desde 1998 , dos vinhos Marcolino Freitas e filho desde 1999, dos vinhos da Quinta de Alcube desde 2002 , Fundação “Stanley” desde 2008 ,Vinhos São Felipe desde 2007 ,Casal Freitas desde 2005 , entre muitos outros. Responsável de Enologia da e Quinta da Lapa Ribatejo desde 2007. Responsável de Enologia da Fundação Oriente , Lisboa desde 2010. Responsável de enologia da Herdade do Pombal Estremoz , Alentejo desde 2007e adega das Mouras de Arraiolos desde 2008 Perito Português de Enologia na CEE pala CONFAGRI. Desde 1995 Membro do comité de Marketing da Viniportugal de 2007 a 2010 Cursos efectuados - “Testes de Acuidade/Principais Defeitos no Vinho” - dia 15 de Maio de 2013 na Casa Mãe da Rota de Vinhos, promovido pela CVRPS. - “ Testes Sensoriais Interlaboratoriais da ALABE – dia 12 e 13 de Novembro na CVRPS.
Luís Sottomayor Portugal
Quando em 1989 se associou à equipa de enologia liderada pelo mestre Fernando Nicolau de Almeida, Luís Sottomayor sabia que estava na empresa certa para participar na produção dos melhores vinhos do Douro. Hoje, com as suas competências reconhecidas e a qualidade do seu trabalho comprovada, dirige a equipa de Enologia da Casa Ferreirinha e de todas as marcas de Vinho do Porto da Sogrape, responsabilidade que assumiu em Janeiro de 2003. Autor de vinhos mundialmente famosos, como Barca Velha e Quinta da Leda, e dos excelentes Vintages de 2011 e 2016, Luís exprime um grande orgulho pela oportunidade que lhe foi proporcionada de perpetuar uma história ímpar no mundo dos vinhos. Para si, «o segredo dos grandes vinhos assenta na paixão daqueles que escrevem a sua história nas vinhas e nas adegas»
Manuel Lobo Portugal
Pertenço à terceira geração de uma família que está no negócio de vinho (viticultura e produção de vinho). Licenciado em Enologia pela UTAD (Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro). Frequentei diversas especializações curriculares sobre Enologia na Université Victor Segalen Bordeaux II OENOLOGIE. Entre 1999 e 2001 trabalhei como um enólogo na Austrália, Estados Unidos da América. Actualmente, exerço funções o Enólogo da Quinta do Crasto, SA e também sou Enólogo, um projecto chamado Roquette & Cazes, que é uma joint venture entre a familia Roquette (Quinta do Crasto) e a família Cazes (Château Lynch Bages – Paulliac Bordeaux).
Martta Simões Portugal
Formada em Enologia pela UTAD em 2001, é hoje directora de Enologia de uma casa emblemática da Região do Tejo, a Quinta da Alorna. Acumula funções de provador na Câmara de Provadores da CRV do Tejo. Eleita como melhor “Enólogo do Ano Vinhos do Tejo 2011”e reconhecida por um crítico de vinhos Portugueses em 2013 como “Jovem Enólogo do Ano 2012
Miguel Pessanha Portugal
A trabalhar para a Sogrape Vinhos desde 1988, Miguel Pessanha começou por colaborar ativamente no processo de diversificação de toda a oferta de vinhos da Empresa pelas regiões dos Vinhos Verdes, Douro, Bairrada e Alentejo, que na altura estava muito centrada no Mateus Rosé, tendo em 1999 assumido, a Direção de Enologia da gama Mateus e dos vinhos da Herdade do Peso, no Alentejo. Uns anos mais tarde, em 2007, ficou responsável pela coordenação das equipas de enologia e viticultura da empresa, fruto dos seus sólidos conhecimentos técnicos e da sua capacidade de organização e liderança, cargo que assumiu em exclusivo a partir de 2012 e o conduziu à Administração da Sogrape Vinhos, em 2014, com responsabilidade pelos pelouros da enologia, viticultura e supply chain.
Osvaldo Amado Portugal
Filho e neto de viticultores, com formação em agronomia e pós graduação em enologia na Universidade de Charles Sturt, Austrália. Consultor em várias adegas nas regiões de Lisboa ,Tejo e Alentejo. Foi Enólogo do Ano 2013 pela Revista de vinhos. Actualmente é presidente da Associação Portuguesa de Enologia." Português natural de Angola, Osvaldo Amado iniciou actividade em 1986 e há 23 anos que é Enólogo Chefe. Possui um extenso curriculum na produção de vinhos tendo vinificado em quase todas regiões demarcadas de Portugal. Actualmente é Director de Enologia da Dão Sul, que inclui Quinta de Cabriz, Casa de Santar, Herdade Monte da Cal, Quinta do Encontro, Quinta das Tecedeiras, Quinta de Lourosa, Sá de Baixo, Paço dos Cunhas de Santar, Vinícola Santa Maria no Brasil, entre outros. Já vinificou em Espanha, Itália e Africa do Sul. No seu percurso obteve distinções nacionais e internacionais que totalizam mais de 100 medalhas de Ouro e 300 de prata, sendo ainda presença assídua como jurado em vários concursos nacionais e internacionais.
Pedro Baptista Portugal
Pedro Miguel Frade Baptista, natural de Cabeço de Vide, Concelho de Fronteira. Licenciatura em Engenharia Agronómica pelo Instituto Superior de Agronomia. Pós Graduação em Agronomia (Viticultura/Enologia) na École National Superieure Agronomique de Montpellier – França. Enólogo pela École Superieure d’Oenologie de Montpellier – França. Enólogo da Adega Cartuxa, acumulando funções de Administrador Executivo e Director de Produção da Fundação Eugénio de Almeida. Enólogo consultor nos projectos vitivinícolas Granacer em Reguengos de Monsaraz, na Horta do Chaves, em Mora e na Vinha das Virtudes, em Évora. Administrador e Enólogo da Tapada do Chaves, em Frangoneiro, Portalegre.
Pedro Correia Portugal
Enólogo responsável e coordenador da equipa de Enologia de vinhos DOC DOURO da Symington Family Estates, cujo portfolio inclui os vinhos brancos e tintos da marca Altano e Tuella, os dois vinhos da Quinta do Vesuvio e, no âmbito da joint venture P&S, o Chryseia, o Post Scriptum e o Prazo de Roriz.
Pedro Hipólito Portugal
Pedro José de Freitas Fernandes Hipólito Reis, nasceu a 21 de Outubro de 1970, entre os anos lectivos de 1988/89 e 1993/94 frequentou, neste Instituto, o curso de Engenharia Agro-Industrial, obtendo a sua licenciatura no dia 24 de Julho de 1994. Em Junho de 2013 concluiu o curso de Pós-Graduação em Enologia, 5ª Edição (2011-2013), leccionado pela Escola Superior de Biotecnologia da Universidade Católica Portuguesa. Desde Agosto de 2001, é o enólogo responsável da Adega Cooperativa de Redondo, CRL. Actualmente, presta também assistência técnica nas seguintes empresas, onde foi responsável pela elaboração dos projectos e acompanhamento da implementação das respectivas adegas:Sociedade Agrícola Quinta da Várzea, Herdade da Mingorra, Amílcar Lopes e Turivã. Desde Dezembro de 2013, é Assistente Convidado no Instituto Superior de Agronomia, em particular como docente do módulo “Projecto de Adega” da disciplina de Engenharia Enológica do Mestrado de Enologia e Viticultura.
Rui Cunha Portugal
Nasceu em 1972 na cidade do Porto. Frequentou o Colégio Alemão no Porto onde conclui o Abitur em 1990. Conclui a licenciatura em Enologia na Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro (U.T.A.D.) em 1994. Pós-Graduado em Marketing de Vinhos pela Universidade Católica Portuguesa em 2002. Frequentou diversos cursos de formação em Viticultura e Enologia em Portugal e em França. Desde 1994 trabalha como consultor nas regiões dos Vinhos Verdes, Douro e Trás-os-Montes
Vasco Penha Garcia Portugal
Engenheiro Agrónomo, Especialização em Viticultura e Enologia- Universidade de Turim (Itália), Mestrado Universidade Técnica de Lisboa Programa Avançado de Gestão para Executivos (Universidade Católica Portuguesa, Lisboa) é o Coordenador de Enologia do Grupo Bacalhôa (Bacalhôa, Aliança, Carmo) desde 2007. É Membro Câmara de Provadores Recurso da Peninsula de Setubal e Membro da Confraria Amigos da Bacalhôa. Autor de Comer e Beber com Eça de Queiroz (1996) e Vinhos da Península de Setúbal (2001)