Regressar

Jurados 2021




António Ventura Portugal
Filho e neto de viticultores, com formação em agronomia e pós graduação em enologia na Universidade de Charles Sturt, Austrália. Consultor em várias adegas nas regiões de Lisboa ,Tejo e Alentejo. Foi Enólogo do Ano 2013 pela Revista de vinhos. Actualmente é presidente da Associação Portuguesa de Enologia.
Carlos Teixeira Portugal
Carlos Teixeira, 45 anos (colheita de 1975), casado e pai de um lindo rapaz. Enólogo desde 1997, todo o seu percurso académico foi feito em Portugal. Iniciou a carreira profissional como enólogo júnior na Fiuza & Bright em 1997, colaborando com Peter Bright, desde 1999, assumiu o Departamento de Enologia da Quinta da Lixa. Viaja um pouco por todo o mundo a maior parte do ano, para aprender mais sobre outras regiões vinícolas e processos de vinificação, mas também para apresentar os vinhos da Quinta da Lixa, ele é um dos enólogos mais premiados da região dos Vinhos Verdes, desde 1999 assinou mais de 100 vinhos premiados um pouco por todo o mundo.
Domingos Soares Franco Portugal
Domingos Soares Franco, enólogo e vice-presidente, é o mais novo dos dois representantes da sexta geração da família que gere a José Maria da Fonseca. Estudou em Davis, na Califórnia licenciando-se em Ciências de Fermentações ( Viticultura e Enologia ) pela Faculdade de Agricultura e Ciências Ambientais da Universidade da Califórnia. Começou a trabalhar na José Maria da Fonseca nos anos 80. Desde então, tem introduzido inúmeras alterações nos vinhos produzidos por esta empresa, tornando-se um dos mais inovadores enólogos da nova geração em Portugal.
Jaime Quendera Portugal
Assistente de Enologia de João Portugal Ramos na Cooperativa de Pegões desde 1994 até 1999. Passando a enologo sénior em 2000. Responsável de Enologia de Casa Ermelinda Freitas na região “Peninsula de Setubal ” desde 1998. Responsável de Enologia nos vinhos “Ti Bento” desde 1998 , dos vinhos Marcolino Freitas e filho desde 1999, dos vinhos da Quinta de Alcube desde 2002 , Fundação “Stanley” desde 2008 ,Vinhos São Felipe desde 2007 ,Casal Freitas desde 2005 , entre muitos outros. Responsável de Enologia da e Quinta da Lapa Ribatejo desde 2007. Responsável de Enologia da Fundação Oriente , Lisboa desde 2010. Responsável de enologia da Herdade do Pombal Estremoz , Alentejo desde 2007e adega das Mouras de Arraiolos desde 2008 Perito Português de Enologia na CEE pala CONFAGRI. Desde 1995 Membro do comité de Marketing da Viniportugal de 2007 a 2010 Cursos efectuados - “Testes de Acuidade/Principais Defeitos no Vinho” - dia 15 de Maio de 2013 na Casa Mãe da Rota de Vinhos, promovido pela CVRPS. - “ Testes Sensoriais Interlaboratoriais da ALABE – dia 12 e 13 de Novembro na CVRPS.
Luís Sottomayor Portugal
Quando em 1989 se associou à equipa de enologia liderada pelo mestre Fernando Nicolau de Almeida, Luís Sottomayor sabia que estava na empresa certa para participar na produção dos melhores vinhos do Douro. Hoje, com as suas competências reconhecidas e a qualidade do seu trabalho comprovada, dirige a equipa de Enologia da Casa Ferreirinha e de todas as marcas de Vinho do Porto da Sogrape, responsabilidade que assumiu em Janeiro de 2003. Autor de vinhos mundialmente famosos, como Barca Velha e Quinta da Leda, e dos excelentes Vintages de 2011 e 2016, Luís exprime um grande orgulho pela oportunidade que lhe foi proporcionada de perpetuar uma história ímpar no mundo dos vinhos. Para si, «o segredo dos grandes vinhos assenta na paixão daqueles que escrevem a sua história nas vinhas e nas adegas»
Manuel Lobo Portugal
Pertenço à terceira geração de uma família que está no negócio de vinho (viticultura e produção de vinho). Licenciado em Enologia pela UTAD (Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro). Frequentei diversas especializações curriculares sobre Enologia na Université Victor Segalen Bordeaux II OENOLOGIE. Entre 1999 e 2001 trabalhei como um enólogo na Austrália, Estados Unidos da América. Actualmente, exerço funções o Enólogo da Quinta do Crasto, SA e também sou Enólogo, um projecto chamado Roquette & Cazes, que é uma joint venture entre a familia Roquette (Quinta do Crasto) e a família Cazes (Château Lynch Bages – Paulliac Bordeaux).
Osvaldo Amado Portugal
Filho e neto de viticultores, com formação em agronomia e pós graduação em enologia na Universidade de Charles Sturt, Austrália. Consultor em várias adegas nas regiões de Lisboa ,Tejo e Alentejo. Foi Enólogo do Ano 2013 pela Revista de vinhos. Actualmente é presidente da Associação Portuguesa de Enologia." Português natural de Angola, Osvaldo Amado iniciou actividade em 1986 e há 23 anos que é Enólogo Chefe. Possui um extenso curriculum na produção de vinhos tendo vinificado em quase todas regiões demarcadas de Portugal. Actualmente é Director de Enologia da Dão Sul, que inclui Quinta de Cabriz, Casa de Santar, Herdade Monte da Cal, Quinta do Encontro, Quinta das Tecedeiras, Quinta de Lourosa, Sá de Baixo, Paço dos Cunhas de Santar, Vinícola Santa Maria no Brasil, entre outros. Já vinificou em Espanha, Itália e Africa do Sul. No seu percurso obteve distinções nacionais e internacionais que totalizam mais de 100 medalhas de Ouro e 300 de prata, sendo ainda presença assídua como jurado em vários concursos nacionais e internacionais.
Pedro Baptista Portugal
Pedro Miguel Frade Baptista, natural de Cabeço de Vide, Concelho de Fronteira. Licenciatura em Engenharia Agronómica pelo Instituto Superior de Agronomia. Pós Graduação em Agronomia (Viticultura/Enologia) na École National Superieure Agronomique de Montpellier – França. Enólogo pela École Superieure d’Oenologie de Montpellier – França. Enólogo da Adega Cartuxa, acumulando funções de Administrador Executivo e Director de Produção da Fundação Eugénio de Almeida. Enólogo consultor nos projectos vitivinícolas Granacer em Reguengos de Monsaraz, na Horta do Chaves, em Mora e na Vinha das Virtudes, em Évora. Administrador e Enólogo da Tapada do Chaves, em Frangoneiro, Portalegre.